Tribunal de Justiça de Minas Gerais agiliza trâmites internos para a liberação do edital do concurso

A seleção visa à formação de cadastro de reserva nos cargos de oficial de apoio judicial (Justiça Comum e Juizado Especial) e oficial judiciário (Comissário da Infância e da Juventude), ambos de nível médio, com remuneração de R$3.238,54, já com o auxílio-alimentação de R$799. A Consulplan, organizadora, aguarda a definição dessas pendências p…

A seleção visa à formação de cadastro de reserva nos cargos de oficial de apoio judicial (Justiça Comum e Juizado Especial) e oficial judiciário (Comissário da Infância e da Juventude), ambos de nível médio, com remuneração de R$3.238,54, já com o auxílio-alimentação de R$799. 

A Consulplan, organizadora, aguarda a definição dessas pendências para divulgar o documento com o cronograma e demais informações do concurso. 

Por mais que a seleção seja para formação de cadastro de reserva, o TJ-MG tem o costume de realizar muitas convocações durante a validade de seus concursos. 

De acordo com o projeto básico, prévia do edital enviado à organizadora, os futuros candidatos serão submetidos a provas objetivas, de caráter eliminatório e classificatório que trarão, ao todo, 80 questões, distribuídas por Língua Portuguesa (20), Noções de Informática (15), Noções de Direito (20) e Atos do Ofício (25). 

Os concorrentes ao cargo de oficial de apoio judicial também serão submetidos à prova prática de digitação, em data a ser definida. 

As provas serão aplicadas nas cidades de Belo Horizonte, Diamantina, Governador Valadares, Juiz de Fora, Montes Claros, Uberlândia e Varginha. Os futuros servidores serão contratados sob o regime estatutário, que garante estabilidade empregatícia. O concurso será válido por dois anos, possível a prorrogação por igual período.

Folha Dirigida

CURSO ONLINE PARA O TJ-MG EM NOVEMBRO, AGUARDE!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

Login

Cadastre-se