Concurso Receita Federal: expectativa de editais para 3.314 vagas

 (Jornal dos Concursos)

O concurso da RECEITA FEDERAL segue em compasso de espera. O órgão conta com pedido de autorização já encaminhado para o Ministério da Economia, mas ainda não há uma definição de quando poderá haver um aval para novas contratações, por parte do governo. A solicitação é para nada menos do que 3.314 vagas, em quatro cargos, com oportunidades de níveis médio e superior. As remunerações são de até R$ 21.029,29.

Do total de oportunidades, 1.453 são para o cargo de analista tributário, 700 para auditor fiscal, 257 para analista técnico administrativo e 904 para assistente técnico administrativo.

No caso de analista tributário, para concorrer é necessário possuir formação superior em qualquer área, com inicial de R$ 11.684,39. Para auditor, com a mesma exigência, o inicial é de R$ 21.029,09

Já na Secretaria da Fazenda, antigo Ministério da Fazenda, o pedido é para 904 de assistente técnico administrativo e 257 para analista técnico administrativo. Para assistente, a exigência é de ensino médio, com inicial de R$ 4.137,97, enquanto para analista, com necessidade de nível superior, R$ 5.490,09

Ao todo, o órgão conta com uma necessidade de nada menos do que 22.467 servidores

Concurso Receita Federal: último edital

Realizado em 2014, o último concurso da Receita Federal abriu vagas para área de apoio, para o cargo de assistente técnico-administrativo do MF (Ministério da Fazenda). Foram oferecidas 1.026 vagas e a prova foi composta por questões de Língua Portuguesa, Matemática, Raciocínio Lógico, Informática, Atualidades, Gestão de Pessoas e do Atendimento ao Público, Ética do Servidor na Administração Pública, Administração Pública Brasileira e Regime Jurídico dos Agentes Públicos. Mais de 263 mil inscritos disputaram as vagas oferecidas, uma média de 257 candidatos por vaga).

Sobre RFB – Receita Federal do Brasil

A Secretaria da Receita Federal do Brasil é um órgão específico, singular, subordinado ao Ministério da Fazenda, exercendo funções essenciais para que o Estado possa cumprir seus objetivos. É responsável pela administração dos tributos de competência da União, inclusive os previdenciários, e aqueles incidentes sobre o comércio exterior, abrangendo parte significativa das contribuições sociais do País. A Receita Federal também subsidia o Poder Executivo Federal na formulação da política tributária brasileira, previne e combate a sonegação fiscal, o contrabando, o descaminho, a pirataria, a fraude comercial, o tráfico de drogas e de animais em extinção e outros atos ilícitos relacionados ao comércio internacional.

Até 1 de janeiro de 2019 era subordinado ao Ministério da Fazenda, e a partir daí passou a ser subordinado ao novo Ministério da Economia do Governo Jair Bolsonaro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

Login

Cadastre-se