Concursados de 1991 ganham direito a receber R$ 160 milhões.

Participantes do processo seletivo entraram com ação porque ainda não foram nomeados. Caso recurso seja negado, cada um dos 44 vai ganhar R$ 3,6 milhões. 

Há 26 anos, 44 pessoas passaram num concurso para a Secretaria estadual de Fazenda da Bahia. A alegria durou pouco, e o certame foi suspenso.

Desde então, o grupo pleiteia na Justiça a posse dos cargos para os quais foi selecionado e os salários retroativos àquele ano, como se tivesse trabalhado. A primeira vitória está garantida.

A 7ª Vara da Fazenda Pública de Salvador reconheceu o pedido e determinou a nomeação dos aprovados. A batida de martelo equivale a um tsunami para Rui Costa. A brincadeira gira em torno de 160 milhões de reais.

Isso porque o governo do estado calcula que terá de pagar um prêmio de loteria – 3,6 milhões de reais – a cada um dos 44 aprovados, caso a decisão não seja revista na segunda instância, à qual o Estado recorreu.

FONTE: VEJA

CURSO ONLINE TRE-BA POR APENAS R$179,00! CLIQUE AQUI!

DIA 27: TUDO SOBRE O CONCURSO DO MPU (AO VIVO) PARTICIPE! EVENTO GRATUITO!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

Login

Cadastre-se