Bacen diz que pedido de concurso segue em análise no Governo

A solicitação prevê 230 vagas, das quais 200 seriam para o cargo de analista e 30 para procurador. Ambos exigem formação de nível superior. As remunerações são de R$17.391,64 e R$19.665,67, respectivamente. Os valores já incluem o auxílio-alimentação de R$458.

Para o cargo de analista, a exigência é graduação em qualquer área. Já para procurador é preciso diploma no curso de Direito, além de inscrição na OAB e comprovação de, no mínimo, dois anos de prática forense.

O Bacen não possui concurso vigente. Por isso, só poderá contratar novos servidores quando os resultados de um novo edital forem homologados. Mas para que isso aconteça, o Governo precisa autorizar a seleção. De acordo com informações do sistema de Acesso à Informação do Governo Federal, só até março de 2019 havia mais 2.700 cargos vagos no quadro do Bacen. Desse total, 379 na carreira de técnico, 2.231 de analista e 135 de procurador.

(Folha Dirigida) 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima

Login

Cadastre-se